Fórum para os proprietários e simpatizantes da Yamaha XT - Z - K - E - R - X - W ; TT- R - E ; TDM; e outras Motos ...
 
InícioPortal*FAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Fotografia da saída de escape precisa-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
angelo_lopes

avatar

Moto : Yamaha XT600 1987, etc...

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Qua Out 12, 2011 1:10 am

Pmvpires escreveu:
Bincalhões os outros é que não deveriam gostar nada
Claro que perder nem a feijões, mas na altura não havia muito dinheiro envolvido. Eramos todos amigos e nos intervalos até jogávamos à bola na reta da meta, bons tempos. Hoje nas corridas não se comem mais uns aos outros porque não podem. É só profissionais e vão para a Escola aprender a guiar, não está nos genes.

A competição é para ver quem tinha miolos, quem tinha tomates, e quem tinha as 2 coisas.
Quem só tinha miolos ficava lá para trás.
Quem só tinha tomates, mais curva menos curva ia ao tapete
Quem tinha as duas coisas por vezes conseguia chegar ao banho de champagne

_________________
NO RISK NO FUN
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.angelolopes.com
Johnny_1056

avatar

Moto : Yamaha

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Qua Out 12, 2011 10:02 am

Boas;
Infelizmente o escape alemão não veio tão bom quanto parecia. Por algum motivo não havia fotografias da parte de trás do escape...
Com algum trabalho e paciência, consegue recuperar-se e ficar com bom aspecto.
De qualquer forma, se tivermos em conta os anos que o escape tem, até se pode considerar em estado razoável. Até porque os escapes Yamaha das décadas de 80 e 90 não se evidenciam particularmente pela resistência à corrosão.
Quanto a colocar óleo no escape, ajuda a que se mantenham, principalmente em motos que passam algum tempo paradas os estão em zonas húmidas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
angelo_lopes

avatar

Moto : Yamaha XT600 1987, etc...

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Qua Out 12, 2011 11:58 am

Eu mandei uma mensagem ao vendedor pelo eBay, o gajo não respondeu, arrisquei. Vou ter de esperar 7 dias para lhe poder dar o Feedback que merece
Claro que é caro dar 129 € por um escape assim, mas eu não tinha a parte terminal, e agora tenho-a e consigo abri-los para ver por dentro e de 2 fazer um Bem soldado, decapado, metalizado e pintadinho vai ficar um brinco

Como se vê não é só em Portugal que há sucateiros. Aqueles pingos de solda para fixar a flauta à panela são uma sucatice que merecia um par de estalos É a Deutsch Qualität no seu melhor

_________________
NO RISK NO FUN
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.angelolopes.com
Edgar

avatar

Moto : XT 600 Edventure

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Qui Out 20, 2011 8:30 pm

Pode ser que dei-a jeito no futuro

Yamaha XT 600, H, 2KF, 1987-1988, 2KF, 1, 45 CV, 33 kw

http://www.motomike.eu/calpemotos/category/10800000000/vehicle/21211


ABR
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://vadiodaxt.blogspot.com/
angelo_lopes

avatar

Moto : Yamaha XT600 1987, etc...

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Qui Out 20, 2011 11:10 pm

Edgar escreveu:
Pode ser que dei-a jeito no futuro

Yamaha XT 600, H, 2KF, 1987-1988, 2KF, 1, 45 CV, 33 kw

http://www.motomike.eu/calpemotos/category/10800000000/vehicle/21211
A minha é uma 2KF. Sem dúvida porque até o número de série tem 2KF. Sabes o que quer dizer o H? (XT600, H)?

É que o escape do link parece-me o da Ténéré. O meu tem uma pilinha pequenina, menor do que as mais recentes, mas se bem me lembro o da Ténéré não tinha pilinha. Tinha a saída a meio à face da chapa


Abraço,

_________________
NO RISK NO FUN
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.angelolopes.com
Edgar

avatar

Moto : XT 600 Edventure

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Sex Out 21, 2011 9:51 am

O "H" aparece em quase todas
http://www.motomike.eu/calpemotos/category/10800000000/dcvid/

e a foto parece ser a mesma para todos os modelos


ABR
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://vadiodaxt.blogspot.com/
angelo_lopes

avatar

Moto : Yamaha XT600 1987, etc...

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Seg Nov 21, 2011 1:40 am


Hoje foi dia de bricolage. Fui até à garagem e entre outras coisas "agarrei-me" ao escape que veio da Alemanha. É mesmo para a minha XT600 de 1987 porque tem gravado 2FK-blah-blah.

A pilinha removível tinha sido soldada. E se dar 3 pingos de solda terá demorado 3 minutos, tirá-los demorou 3 x 30 minutos cada





e descobri o porquê dos 3 pingos de solda. No sítio da porca para aparafusar a pilinha estava um buraco e ao lado aparece um furo, que foi onde apertaram um parafuso pi*a de porco (rosca de chapa). Sucateiros...



a seguir vi que a pilinha que a Yamaha me vendeu é completamente diferente da que veio com o escape. A que veio com o escape é muito mais curta tanto por dentro como por fora, e o tubo está aberto como se fosse uma chapa enrolada.



aberto e amassado. Só não sei se este amassado é de fábrica ou se o apertaram num torno para lhe fazer qualquer coisa.

Só alguma alma caridosa com uma 2KF que tire a pilinha para ver se é igual a esta é que me pode ajudar nesta questão.





Entretanto virei o escape e caíu isto lá de dentro. Mau. Que é isto? Abanei o escape e não ouvi mais nada. Só abrindo o escape a meio, mas não o vou fazer.



agora vai ser substituir o buraco por uma porca e mandar pintar



Sou capaz de o mandar metalizar para não ganhar ferrugem tão rápido. A metalização vai à vida com a temperatura do escape?


Obg..
Abraço,

_________________
NO RISK NO FUN
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.angelolopes.com
Edgar

avatar

Moto : XT 600 Edventure

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Seg Nov 21, 2011 1:57 am

Boas...

essa rede que caiu é a ponta do lado de dentro da pilinha...




esse rasco que abriram deve ter sido feito para por a ponteira a fazer mais barulho


ABR
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://vadiodaxt.blogspot.com/
angelo_lopes

avatar

Moto : Yamaha XT600 1987, etc...

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Seg Nov 21, 2011 2:11 am


Eu tinha visto na tua fotografia e também me pareceu ser uma rede, mas o bocado de rede que caíu de dentro do meu escape não me parece que tivesse estado no tubo que tem o rasgo. Onde tens a rede o teu é diferente, tens uns casquilho soldado. O meu tubo não tem marcas de ter sido serrado.

Quanto ao rasgo deve ser mesmo de origem. Não estou a ver conseguir-se fazer um rasgo tão perfeito. Vi com atenção e não me parece ter sido uma chapa enrolada e depois soldada lá. As soldas tanto por dentro como por fora da bolacha estão perfeitas, de fábrica...

Se calhar era aquele rasgo que fazia com que a 2KF tenha o trabalhar mais bonito de todas as XTs que até hoje se construíram


Conhecem algum membro que tenha uma 2KF igual à minha ?

Abraço,

_________________
NO RISK NO FUN
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.angelolopes.com
Edgar

avatar

Moto : XT 600 Edventure

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Dom Nov 27, 2011 12:10 am

Olhem só o que eu vi hoje
e até tive direito a dar uma Voltinha










ABR
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://vadiodaxt.blogspot.com/
Pmvpires

avatar

Moto : XT600E(2009-2014) / XT660R (2014-2017) / Deauville 700 (2017- )

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Dom Nov 27, 2011 11:22 am

Linda

_________________
Abraços  
MAPA DO CXTP
São Julião, Portalegre
Fortios, Portalegre
As Voltinhas da XT
Voltinhas da XT de Portalegre  
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.xtdeportalegre.blogspot.com
angelo_lopes

avatar

Moto : Yamaha XT600 1987, etc...

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Dom Nov 27, 2011 12:29 pm

@Edgar
Viva! Ficaste com o contacto do dono? A Moto é igual à minha e também preciso do Manual de Instruções ou Manual do utilizador (ou duma cópia). É a peça OM(Owner's Manual) XT600 '87 - 2KF-28199-80

Mandei-o vir da Yamaha e devolvi-o porque era fotocópia. O Manual tem muitas fotos e nas fotos a P&B as cores aparecem numa escala de cinzentos. Nas fotocópias a P&B que são a duas cores, não há cinzentos, não se veem os pormenores.

Depois comprei o Manual na CMSNL, demoraram muito, abri um Ticket e acabei por descobrir que também viria como fotocópias. Cancelei a encomenda.

So o dono o tiver e quiser vender ou mandar fotocopiar em condições, pago-lhe bem. É como este que está dentro da rodinha.



Sobre a Moto, esta está e é muito bonita. Só de olhar para a foto faz-me bater o coração, palavra de honra.
Assim de repente vê-se que o disco de trás não tem a furação de origem, tem rasgos, ainda bem que não é em borboleta :-)

Incrível que até o guarda-lamas da frente é original, com as janelinhas para deixar passar ar para o cilindro. Já consegui arranjar um, porque a minha já não trazia.

O escape desta também foi cortado. Incrível. O anterior dono da minha disse que o cortou porque tinha entupido. Eu acho inacreditável que isto possa acontecer, será que o escape desta também foi cortado por ter entupido?

Eis uma foto da minha em Agosto em Espanha, nas férias, antes do restauro que está agora a levar.




Abraço,

_________________
NO RISK NO FUN
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.angelolopes.com
Edgar

avatar

Moto : XT 600 Edventure

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Dom Nov 27, 2011 7:15 pm

Boas

Contacto eu não tenho...

mas é uma pessoa na casa dos 50 e tal anos... que adora esta maquina...
é meu "vizinho" (4km da minha casa)

Ele não tem qualquer literatura sobre a XT 2KF
e simplesmente tenta manter a mota o mais original possível...
rola todos os dias no verão e primavera
e todos os fins de semana no inverno...

recentemente gastou uns 600€ com ela...
amortecedor reconstruido, segmentos, e uma revisão geral interna...

está um relógiozinho


ABR

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://vadiodaxt.blogspot.com/
angelo_lopes

avatar

Moto : Yamaha XT600 1987, etc...

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Sab Dez 10, 2011 3:07 pm

Edgar escreveu:



também segundo parece o escapo da XT600 2KF é igual ao da XT600 Ténéré 34L e 55W

Também li em qualquer lado que há um escapo duma TT600 que encaixa na perfeição na XT600 2KF

@Esta Moto é BELÍSSIMA. Cá em Portugal vinham com os piscas quadrados que eu também acho mais bonitos. Os que esta tem fazem-na parecer uma DT50 LC grande,


Mas hoje é novamente dia de bricolage. Preparar o escape para Segunda-feira ir para a decapagem, e desmontagem do braço oscilante para lavagem, verificação e avaliação das peças que terei de comprar.

Sobre o escape, tanto o que tinha como o que comprei no eBay têm gravado 2KF, apesar de o motor ter gravado 34K






Escrever escape que encaixe na perfeição não me convence. Os motores são intensivamente testados centenas ou milhares de horas em bancos de ensaio. Pormenores como os ângulos de abertura das válvulas de admissão, das válvulas de escape, o cruzamento das válvulas, isto é, o ângulo em que estão abertas em simultâneo, e depois outros parâmetros como o avanço (momento em que a vela dá faísca antes de o pistão chegar acima, ao ponto morto superior), avanço este que vai variando ao longo da curva de rotação do motor, a própria admissão, é uma quantidade grande de parâmetros que se conjugam para que o motor atinja os objectivos do fabricante, em África ou na Noruega, nos Alpes ou à beira mar, no Verão ou o Inverno. A muita altitude o ar é mais rarefeito e não tem tanto oxigénio como ao nível do mar. Com o calor o ar fica menos denso = menos oxigénio. A pressão atmosférica também é um factor influenciador da riqueza da mistura em motos sem injecção... E o escape é parte integrante do conjunto. Mudar o escape de origem baralha todos estes dados. Um filtro K&N que seja.

Acho que a minha Moto chegou aos dias de hoje com o motor no estado em que está porque nenhum dos anteriores proprietários andou a inventar. Sou contra as "invenções"? Não sou, mas quem inventa pode ter que pagar a factura.
Claro que na competição é diferente, mas na competição mudávamos de segmentos todas as provas, de pistão de 3 em 3 provas, e sempre que se mudava de pistão verificavam-se as quotas.

No site http://moto125cc.forumotion.com/t1730-escapes-de-rendimento, o Membro Dias escreveu um artigo num português muito acessível sobre o funcionamento das ondas de choque nos escapes, que é o que estamos a alterar quando mudamos o escape. Como acho que Companheiro que anda de Moto tem o mesmo espírito que nós aqui no Clube, passo a citar mesmo sem lhe dar conhecimento. Teria de me registar APENAS para isto...:

"Embora seja possível construir motores sem válvulas, a queimar combustível (toda a gente conhece os motores de turbina, mas há outras soluções), o velhor motor a 4 tempos continua a ser a solução preferida para veículos rodoviários, por questões de peso e de flexibilidade de funcionamento. O mesmo já não acontece nos aviões, em que o regime de funcionamento óptimo é mantido durante a maior parte do tempo, e nos barcos (grandes, e.g. petroleiros), em que não há limitações de peso.
Aviões e petroleiros não precisam de panela de escape, porque a combustão é contínua, o que produz gases de escape também com um fluxo contínuo (o que não quer dizer que não faça barulho, mas, neste caso, o barulho é devido à turbolência). Já num motor monocilindro a 4 tempos, por exemplo a trabalhar a 10.000 rpm, temos 83 explosões por segundo e a válvula de escape só está aberta durante cerca de 1 milésimo de segundo. Para terem uma ideia do que isto é, pensem em 8 espingardas automáticas a disparar para dentro do colector de escape... são ondas de choque com cerca de 1 milisegundo de duração, afastadas de 12 milisegundos!
Dá para imaginar o barulho?
(se não der, experimentem a desapertar os dois parafusos que prendem o colector de escape ao cilindro e ponham a moto a trabalhar)
Se quizéssemos fazer barulho (muito barulho), só tínhamos que meter uma corneta na ponta do escape, de modo a que as ondas de choque se propagassem livremente no ar. Como não é isso o que se quer (ou, pelo menos, não deve ser), se não se fizer qualquer coisa para atenuar as ondas de choque elas vão-se reflectir e voltar para trás, isto é, vão voltar a aparecer à saída do cilindro, mas agora a querer entrar para dentro. Isto é uma coisa que ninguém quer (mesmo aqueles que gostam de dar cabo dos ouvidos dos outros cidadãos) porque impede uma boa eliminação dos gases de escape (diminui o coeficiente de enchimento, o que diminui a potência do motor).
Ainda falta falar do catalizador. Pois... aquela coisa (cara para chu-chu) que alguns "simpáticos" retiram na esperança de ficar com mais "pica". Cá para mim, para o CO e os hidrocarbonetos, estou-me nas tintas... mas gostaria de lembrar que os óxidos de azoto são cancerígenos... Portanto, pensem nos vossos filhos e netos quando vos passar pela cabeça retirar o catalizador!
O catalizador funciona pelo tempo que os gases de escape estão em contacto com a sua superfície. Assim, para que a superfície seja a mínima possível (menor preço), convem que a velocidade com que os gases de escape passam seja a menor possível. Portanto, ondas de choque não pode ser (são supersónicas), pelo que os gases deverão passar pelo catalizador tanto quanto possível já com um fluxo contínuo (este aspecto é complicado porque a temperatura também é importante).

Nesta altura já sabemos que a panela de escape tem três funções:
- Diminuir o ruído;
- melhorar o coeficiente de enchimento (aumentar a potência);
- conter o catalizador.

O problema é que as três funções nem sempre são compatíveis quando as pessoas não se contentam com o bom e querem o óptimo!
Diminuir o ruído é simples: basta usar o mesmo esquema que se usa nos cilenciadores das armas (tubo com furos, dentro de uma panela com um absorvedor de ruído). Este esquema é o "melhor de 3 mundos", porque permite conter o catalizador e evita a reflexão das ondas de choque.
O esquema anterior é bom... mas não é o óptimo... pelo menos para alguns (como para competição). É que o evitar a reflexão das ondas de choque não é o que conduz ao máximo de potência!

Explicação:
Por razões que agora não interessam, uma onda de choque (alta pressão) carrega atrás de si com uma zona de baixa pressão (é como as ondas do mar: atrás da parte alta da onda vem sempre uma parte baixa). Ora, o máximo de potência do motor consegue-se quando se faz reflectir as ondas de choque de modo a que a zona de baixa pressão esteja na válvula de escape quando ela abrir!
Para conseguir este efeito, a panela tem que ter uma descontinuidade (geralmente uma primeira panela) para produzir a reflexão, seguida da parte destinada a minimizar o ruído. Atendendo a que estamos a falar de escoamentos a cerca de 500 m/s e que é preciso acertar com a abertura da válvula de escape, a panela tem que ser colocada numa posição precisa (erro inferior a 10 cm)!!!

Portanto, se vos quizerem vender uma coias (a que chamam escape de rendimento e) que:
- aumenta a potência do motor;
- serve para qualquer moto;
- serve para qualquer regime do motor;
- serve para incluir em qualquer ponto do tubo de escape...

cada um sabe de si. Eu guardava o dinheiro para ir beber uma jolas.
"

E agora falo eu

Um motor é algo que está muito para lá do que possa imaginar quem o utiliza. Vamos pôr a imaginação a trabalhar e fazer umas contas:

Rotação = 3.000 RPM. É muito? Não acho. pouco mais do dobro do regime de ralenti, nem sequer se chega a puxar como deve ser a velocidade em que se ia.

Ora 3.000 rotações por minuto são 3.000 rotações em 60 segundos, 300 rotações em 6 segundos, 50 rotações num segundo. COMO??? 50 rotações por segundo?

Uma rotação (da cambota) é o equivalente na XT600 a um pistão que no nosso caso tem 9,5 cm. de diâmetro e pesa mais de 300 gramas "arrancar", subir 8,4 cm (o curso), parar, descer os mesmos 8,4 cm, voltar a parar, tudo isto 50 vezes num segundo.

Conseguem imaginar um "caneco" de 300 gr. parar-subir-parar-descer-parar... 50 vezes num segundo? E depois a minha Família a montante não percebe porque é que eu sou um admirador apaixonado da mecânica...


Abraço,

_________________
NO RISK NO FUN
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.angelolopes.com
frdsilva

avatar

Moto : XT 600E 2001 Azul!

MensagemAssunto: Re: Fotografia da saída de escape precisa-se   Sab Dez 10, 2011 3:39 pm

Estas motos são realmente lindíssimas! Com este modelo começou a minha paixão pelas XTs. (A minha 1ª foi uma Xt pequenina a dt50lc de 89 )

Apreciei a leitura deste testamento e fiquei a saber mais umas coisas . Realmente deve-se pensar duas vezes antes de trocar o "escape"... E já agora a tua opinião relativamente ao escape sem "pilinha" que já foi aqui seriamente debatido?

Escape Xt 600

Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fotografia da saída de escape precisa-se
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Fotografia da saída de escape precisa-se
» Instalação de escape Full - Ajuda!!!
» Escape Bandit 1200
» ESCAPE DEVIL - ALGUEM CONHECE
» montar som com subwoofer precisa de auto falante?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Clube XT Portugal :: > Geral :: OFICINA-
Ir para: